3 3 e1631633955860

Seguro doenças graves: você sabe como funciona essa cobertura do Seguro de Vida?

Não é raro encontrarmos famílias que saíram endividadas após um longo tratamento de uma doença grave de um ente querido. 

É justamente esse tipo de circunstância que o seguro doenças graves evita. Com ele, após o diagnóstico médico constatando a doença e corrido o período de carência, o segurado recebe a indenização para enfrentar esse período com algum conforto financeiro.

Dessa forma, realizar o tratamento adequado não será um problema e o segurado não precisará se preocupar com o futuro financeiro das pessoas que ama.

Dicas valiosas:

  • O período de carência do contrato desse produto é de 90 dias;
  • Mesmo com alta médica, o segurado ou o beneficiário ainda receberá a indenização;
  • Pesquise bem antes de contratar um seguro por doenças graves para acessar prêmios mais baratos e não adquirir coberturas que você não precisa;
  • Na Azos é possível contratar apenas o seguro por doenças graves, sem necessidade de contratação de um seguro de vida junto.
  • Doenças preexistentes não se enquadram na cobertura por doenças graves;
  • Se você tem no histórico familiar alguma doença grave, procure contratar o seguro de doenças graves o quanto antes.

Continue com a gente e entenda mais sobre a cobertura doenças graves.

O que é a cobertura de doenças graves?

A cobertura de doenças graves é uma indenização em vida que você recebe da seguradora, se o médico especialista diagnosticar o surgimento de uma doença grave que ameace à sua saúde e que esteja listada na cobertura.

A partir da data de confirmação do diagnóstico médico e corrida uma carência, a seguradora realiza o pagamento da cobertura para que você possa acessar o tratamento adequado da doença, sem impactar sua vida financeira ou da sua família.

Para quem o seguro de vida com cobertura para doenças graves é indicado?

O seguro de vida com cobertura para doenças graves é indicado, especialmente, para pessoas que tenham histórico familiar de doenças graves, como:

  • câncer;
  • avc;
  • insuficiência renal terminal;
  • complicações cardiovasculares.

Toda pessoa deveria ter um seguro de vida, no entanto, o complemento para doenças graves é crucial, também, para pessoas que tenham os seguintes hábitos:

  • tabagismo;
  • sedentarismo;
  • má alimentação.

E, se você se enquadra nesse estilo de vida, considere abandonar alguns desses hábitos. Ao fazer isso, você terá acesso a prêmios mais baratos e coberturas melhores, além de melhorar a qualidade da sua vida.

Sendo objetivo, a cobertura de doenças graves é indicada para todos os brasileiros entre 18 e 60 anos – principalmente por não ter um custo tão elevado e garantir um colchão financeiro adequado em momentos difíceis.

Agora, veja a seguir as coberturas disponíveis para você com o seguro doenças graves.

Cobertura

O seguro doenças graves cobre as principais doenças de maior incidência sobre a população brasileira hoje, elas são:

  • Alguns tipos de câncer;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Insuficiência renal terminal;
  • Transplante de órgãos.

Câncer

O câncer é uma doença provocada por um crescimento acelerado, descontrolado e agressivo de células do corpo humano. Após mutação celular, o tecido atingido tem sua função alterada e passa a se reproduzir — processo conhecido como metástase – se espalhando para outras regiões do corpo.

É importante ressaltar que nem todos os estágios do câncer entram na cobertura por doenças graves e, dentro dos riscos excluídos, os estágios pré-malignos estão de fora.

Para comprovação da doença, é necessário apresentar diagnóstico de médico especialista, além dos exames de tomografia e ressonância.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é provocado por uma obstrução vascular, provocando o rompimento de vaso sanguíneo, seguido de hemorragia cerebral localizada. 

O AVC nem sempre é fatal, porém provoca perda de memória, capacidade de fala, impotência motora e, em geral, a pessoa perde a autonomia durante longo tempo ou resta alguma sequela. A recuperação é demorada e exige acompanhamento constante.

Infarto Agudo do Miocárdio

O Infarto do Miocárdio é provocado por obstrução dos vasos sanguíneos, promovendo um fluxo sanguíneo insuficiente, o que leva à morte do tecido muscular cardíaco.

Quadros de angina estável e instável, bem como outras doenças coronárias não estão incluídas na cobertura.

É fundamental o diagnóstico de um médico cardiologista e exames para regular o sinistro e liberar o pagamento da indenização.

Insuficiência Renal Terminal

A Insuficiência Renal Terminal é provocada pela perda progressiva e irreversível da capacidade e função de ambos os rins. O tratamento exige diálise regular e o diagnóstico é feito por médico nefrologista. 

Os quadros transitórios de doença renal não são enquadrados pela cobertura.

Transplante de Órgãos

Procedimento cirúrgico em que o segurado participa como receptor de órgãos, como coração, fígado, pâncreas, rins e outros.

Transplantes com órgãos artificiais ou de animais não humanos não são considerados e estão excluídos do risco.

Vale a pena reforçar que toda e qualquer doença grave, desde que listada nas coberturas, exige documentação médica comprobatória no ato de regulação do sinistro e efetivação do pagamento da indenização.

Como receber a indenização do seguro?

Para receber a indenização do seguro por doenças graves, é necessário solicitar o aviso de sinistro imediatamente. Feito isso, é dado início ao processo de regulação do sinistro. 

Conta-se 30 dias após o diagnóstico, e apresentada a documentação exigida, para que o segurado receba, em vida, o valor completo da cobertura.

Documentação exigida

Cada uma das doenças incluídas na cobertura por doenças graves exige laudo médico especializado, comprovando o quadro médico do segurado. 

Documentos base do Segurado sinistrado:

  • a)  Carteira de identidade ou equivalente;
  • b)  CPF (ou outro documento que indique seu número);
  • c)  Certidão de Nascimento, ou de Casamento;
  • d)  Boletim de Ocorrência Policial, se houver;
  • e)  Relatório médico detalhando as causas da enfermidade e
    exames complementares, conforme área de especialidade da doença grave em questão.

Qualquer pessoa pode contratar a cobertura de doenças graves?

Qualquer pessoa pode contratar o seguro por doenças graves, entre os 18 e 60 anos de idade, desde que não tenha nenhuma das doenças preexistentes no ato de contratação do seguro. 

Se você é jovem, está com a saúde em dia, tem hábitos saudáveis e não apresenta histórico familiar para esse tipo de doença, terá acesso a mensalidades mais baratas.

E se seu estilo de vida não é muito saudável e há alguma doença grave no histórico familiar, nossos especialistas sugerem que você contrate um seguro de doenças graves o quanto antes, garantindo imprevistos futuros.

Contrate hoje o Seguro de Vida, e proteja a vida financeira das pessoas que você ama CLICANDO AQUI!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *