fbpx

O Movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, foi criado no inicio da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. A data é celebrada anualmente, com o intuito de promover a informação e conscientização sobre a doença. E mais do que isso, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnostico e de tratamento contribuindo para a cura.

Nesse mês que representa esta campanha, precisamos olhar com atenção para a saúde, além de lutar pelos direitos do tratamento de qualidade.

Sobre o câncer

O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns segundo o INCA – Instituto Nacional do Câncer. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células que geram o cisto.

Exames para detecção precoce

Mulheres a partir dos 40 anos devem fazer anualmente, o exame até os 49 anos o exame é clínico das mamas, com profissional de saúde capacitado (médico ou enfermeiro) nas Unidades Básicas de Saúde. Caso seja identificada alguma alteração suspeita, o profissional pedirá uma mamografia para confirmação diagnóstica. Já entre os 50 e os 69 anos é recomendada a realização de mamografias de rastreamento, a cada dois anos. Mulheres com risco aumentado de desenvolver câncer de mama (as que têm mãe ou irmã com câncer de mama antes dos 50 anos; história familiar de câncer de mama bilateral, câncer de ovário ou câncer de mama masculino) devem iniciar o acompanhamento aos 35 anos.

Há alguns sinais e sintomas que ajudam a identificar esta doença. Eles são:
Nódulo único endurecido.

  • Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.
  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
  • Edema (inchaço) da pele.
  • Eritema (vermelhidão) na pele.
  • Inversão do mamilo.
  • Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.
  • Sensação de nódulo aumentado na axila.
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
  • Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
  • Inchaço do braço.
  • Dor na mama ou mamilo.

Caso você perceba algum deles, procure seu médico imediatamente. Não deixe de cuidar da sua vida, não deixe para amanhã, pois todo dia é importante e crucial para a cura do câncer de mama.

Prevenção

Embora não seja completamente possível evitar o surgimento de um câncer de mama, já que está ligado a alterações genéticas herdadas ou adquiridas ao longo da vida, existem bons hábitos que quando praticados podem ter impacto significativo no combate.

  1. Exames de rotina

Uma pesquisa mostra que 66,2% dos casos de câncer de mama são descobertos pelas próprias pacientes ao notarem alguma alteração na mama.

Entretanto é importante não confiar apenas no autoexame. Isso porque muitas vezes, o tumor não consegue ser percebido apenas através do toque.

Especialmente na fase inicial – quando o nódulo tem tamanho reduzido e, consequentemente, a chance de cura é maior – é imprescindível a realização da mamografia para detecção da doença.

2. Alimentação

Ter uma vida saudável é uma receita certa para prevenir o câncer de mama. Segundo o Inca, 30% dos casos desse tipo de doença podem ser evitados com bons hábitos. Uma dieta equilibrada evita o sobrepeso e melhora a qualidade de vida. Assim sendo, alimentos industrializados, enlatados e conservados contém agentes cancerígenos na composição e devem ser evitados.

3. Atividades físicas

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Mastologia aponta que mulheres com excesso de gordura abdominal apresentaram 74% mais chance de ter câncer de mama.

Assim sendo, a prática de atividade física pode diminuir os riscos em cerca de 1/3 os riscos de desenvolver câncer de mama.

A prevenção é a melhor maneira de lutar. Faça mamografia regularmente e mantenha hábitos saudáveis!

Se você está querendo ainda mais tranquilidade, saiba que existe um Seguro de Vida especialmente para Mulheres com cobertura de até R$ 250.000 no tratamento do câncer. Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores.