Copia de Copia de Copia de Copia de Sem nome

Por que ter um Seguro de Acidentes Pessoais?

Ninguém gosta de passar por imprevistos, não é mesmo? No entanto, estamos expostos às situações inesperadas diariamente. Nessas horas, estar resguardado pode fazer a toda diferença, ou seja, ter um seguro de Acidentes Pessoais deixa você e sua família mais tranquilos.

A preocupação em garantir o próprio bem-estar e o de seus familiares tem aumentado consideravelmente entre a população. Só no último ano, as contratações de seguros para proteção pessoal cresceram em quase 15%.

Isso acontece porque as pessoas estão cada vez mais conscientes dos riscos e cautelosas com seus entes queridos. Ninguém quer ver a si mesmo ou a seus familiares desamparados em alguma situação de acidente ou infortúnio.

seguro de acidentes pessoais é uma das melhores formas de se precaver e garantir que você e seus familiares estarão cobertos caso alguma situação inesperada ocorra. Primeiro, porque ter uma reserva financeira de emergência pode não ser o suficiente em casos de invalidez permanente e morte, e também porque é um dos seguros com maior custo-benefício do mercado.

Para te ajudar a entender melhor, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre o seguro de acidentes pessoais e te mostrar a sua real importância.

O que é

Como qualquer seguro, o seguro de acidentes pessoais tem a intenção de gerenciar os riscos, para diminuir os prejuízos dos seus possíveis danos. Quem contrata o seguro – o segurado – transfere esse risco para a seguradora ou corretora.

Basicamente, há um contrato (apólice) entre as duas partes, no qual a seguradora fica obrigada a indenizar o segurado caso ocorra algum evento previsto em contrato (o sinistro), mediante um pagamento de uma importância em dinheiro pré-estabelecida (o prêmio).

Assim, o segurado paga uma quantia à seguradora para ter a tranquilidade de saber que será indenizado caso ocorra alguma adversidade.

sinistro é a concretização do (s) risco (s) previsto (s) no contrato do seguro. No caso do seguro por acidentes pessoais, o sinistro é o acidente, não suas consequências. Porém, em geral, o seguro só cobre os sinistros em três situações decorrente de acidente:

  • Morte acidental;
  • Invalidez total permanente;
  • Invalidez parcial permanente.

É importante ressaltar que doenças ou mortes por causas naturais não têm cobertura desse seguro. Também não estão cobertas possíveis complicações que decorram de tratamento médico, cirurgia e/ou exames clínicos que não tenham sido consequência de um acidente pessoal.

Por ser tão específico, o seguro por acidentes pessoais costuma ter um ótimo custo-benefício e ser bem mais barato do que outros tipos de seguro, como o seguro de vida, por exemplo.

Como funciona

O seguro de acidentes pessoais garante que o segurado e seus beneficiários estejam cobertos caso ocorram situações de invalidez permanente, total ou parcial, e morte por acidentes. Em geral, os valores são combinados no ato da contratação da apólice.

O seguro de acidentes pessoais cobre apenas sinistros acidentais, ou seja, imprevistos e não causas naturais, como doenças. É preciso verificar o contrato da apólice para saber com certeza quais os casos cobertos e quais as indenizações oferecidas.

O que é considerado invalidez?

Já vimos que o seguro por acidentes cobre o segurado em casos de invalidez, mas o que seria considerado invalidez para as seguradoras e corretoras?

Considera-se “invalidez” a incapacidade de exercitar plenamente atividades que gerem remuneração. Ela pode ocorrer em caráter temporário ou permanente e pode ser total ou parcial. Os seguros contra acidentes pessoais costumam cobrir a invalidez permanente.

Nos casos de invalidez permanente total, há a perda, diminuição da capacidade ou impotência funcional irreversível de um membro ou órgão. Como exemplo, podemos citar a perda de visão dos dois olhos, perda das mãos ou dos pés (ou de sua mobilidade), alienação mental, etc.

Já nos casos de invalidez permanente parcial, embora haja a recuperação do ferimento, há sequelas definitivas nos membros. Como exemplo, podemos citar a perda de um dos membros inferiores ou superiores, perda de visão de um dos olhos, etc.

Em ambos os casos, a capacidade da pessoa de trabalhar e gerar renda fica comprometida e ter um seguro que a cobrirá financeiramente é extremamente valioso.

Qual a importância

Dificilmente uma pessoa poderia se planejar financeiramente de forma adequada para uma situação de morte ou invalidez permanente. Por mais que você tenha dinheiro guardado, é um baque financeiro muito grande a possibilidade de deixar de gerar renda permanentemente para si e para os seus familiares.

É aí que a seguradora entra como uma aliada, comprando esse risco e prometendo cobri-lo financeiramente nesse caso.

É preciso entender os riscos envolvidos na contratação desse seguro. Porém, em geral, os custos mensais costumam compensar, considerando o tamanho do risco que o sinistro representa para a família.

Além disso, o seguro de acidentes pessoais não traz apenas segurança para você e sua família, mas traz também a tranquilidade de saber que vocês estarão cobertos caso o pior aconteça, o que, certamente, não tem preço.

Ficou com alguma dúvida? Caso você queira saber mais esse e outros seguros, entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *