Copia de Copia de Copia de Copia de Sem nome 3 1 | Prime Secure

Vale a pena ter um Seguro de Vida?

O seguro de vida traz segurança financeira às pessoas que você ama e quer proteger — legalmente chamadas de beneficiárias — caso algum imprevisto fatal aconteça com você.

Se você morrer antes que seus filhos ou dependentes alcancem a autonomia financeira, o seguro de vida proverá a quantia de dinheiro necessária para que o seu beneficiário se estabeleça, sem abandonar os sonhos que vocês construíram juntos. 

Ou seja, seguro de vida vale à pena, sim.

Seguro de vida é caro?

Sim e não. 

Sim, porque existem seguradoras desatualizadas que enchem a sua apólice de seguro com coberturas que provavelmente não te atendem ou não são adequadas ao seu estilo de vida. Essa prática serve somente para encarecer o valor da sua mensalidade — o que chamamos de prêmio.

E não, o seguro de vida não é caro. Isso porque há seguradoras, como a Prime Secure, que utilizam a tecnologia para facilitar a contratação e permitir uma precificação justa.

Aqui você contrata exatamente a cobertura que deseja: seguro de vida, seguro doenças graves, seguro invalidez, etc; de forma conjunta ou separada, da forma que você preferir.

Com a seguradora certa, o seguro de vida cabe no seu bolso.

Seguro de vida pode ser usado somente em morte?

Sim, no caso do seguro de vida, ele cobre apenas uma fatalidade. Porém, há outras coberturas que podem acompanhar o seguro de vida. Como o seguro doenças graves e o seguro invalidez total permanente, que cobrem outros tipos de riscos.

Só herdeiros são beneficiados?

Na verdade, herdeiros não podem ser confundidos com beneficiários. Quem recebe a herança é herdeiro e quem recebe a indenização do seguro é beneficiário. Explicamos melhor:

O seguro de vida não é uma forma de herança. Ele é um serviço ofertado por uma empresa, contratada pelo segurado, para fornecer uma indenização a pessoas específicas e de acordo com a vontade do próprio contratante. 

A indenização do seguro de vida, aliás, pode ser deixada inclusive para uma pessoa jurídica, caso o titular queira ainda contribuir com a empresa que construiu. 

A indenização não é como um bem do segurado falecido. Por isso, o seguro de vida não faz parte do inventário ou de qualquer transferência de patrimônio. 

Portanto, os herdeiros são beneficiados por um seguro de vida somente se forem nomeados como beneficiários pelo contratante da cobertura.

Afinal, o seguro de vida vale à pena?

Se você tem dependentes financeiros (filhos, irmãos, pais idosos) ou quer ajudar a sua empresa caso você morra, o seguro vale à pena — e muito!

O seguro de vida deve ser pensado como uma forma confiável e eficiente de proteger o futuro de quem você ama.

Garanta a segurança financeira de quem você ama hoje, contrate um seguro de vida com a Prime Secure.